Campanha Contra a Violência no Namoro

A violência no namoro não é apenas um problema de alguns jovens ou de alguns casais. É um problema social! As crianças e jovens estão em fase de crescimento, de formação da sua identidade e personalidade. É nestas fases que eles constroem o seu conceito de relacionamento interpessoal, pelo que é fulcral que os primeiros relacionamentos íntimos sejam saudáveis pois são estes que definem as suas relações futuras. Os dados relativos à violência no namoro mostram que quase metade das adolescentes do sexo feminino e mais de um quarto dos adolescentes do sexo masculino já experienciaram um relacionamento abusivo. Uma em cada dez adolescentes do sexo feminino já foi agredida pelo seu namorado e cerca de 80% destas mantêm o seu relacionamento, após a agressão física. Apesar dos dados estatísticos serem preocupantes é a própria legitimação dos comportamentos abusivos que torna necessário um trabalho de sensibilização. A realidade dos Açores demonstra que quase 70% das vítimas de relacionamentos abusivos legitimam pelo menos um comportamento, sendo os comportamentos de controlo e perseguição aqueles com maior índice de legitimação. Ciente do impacto que esta problemática tem na sua zona de intervenção e nas comunidades que dela fazem parte, a Norte Crescente pretende desenvolver um conjunto de iniciativas junto das crianças e jovens beneficiárias das suas respostas de forma a que eles reflitam sobre as atitudes e ideias que possuem sobre os relacionamentos afetivos, sobre si próprios(as), enquanto homens e mulheres, acerca das várias formas de abuso (permitindo identificar se são vítimas) e de que forma se poderão tornar atores principais no combate aos relacionamentos abusivos, dentro das suas próprias comunidades de origem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *